Informativo

Educação, Desenvolvimento Sustentável

Matilha Cultural lança projeto Matilha em Movimento Envie para um amigoImprimir

No dia 05 de junho, o centro cultural Matilha Cultural convida para abertura do projeto que preenche programação de junho com informação, cinema, debates e espaço livre para projetos de sustentabilidade.

São Paulo, junho de 2012 – Junho é o mês do meio ambiente. Este ano, o tema deve ganhar ainda mais destaque com a profusão de grandes eventos ligados ao tema, como a Virada Sustentável em São Paulo (02/06) , o Dia do Meio Ambiente (05/06) e a Rio+20 (13 a 23/06) – que engloba a conferência da ONU sobre Desenvolvimento Sustentável e a Cúpula dos Povos, organizada pela sociedade civil. Em meio a tantas discussões sobre sustentabilidade, a Matilha Cultural se propõe a discutir as ideias abordadas em eventos com uma linguagem mais acessível a todos que se interessam pelo assunto, mas que se cansaram dos discursos políticos em que vêm embalados. Vai também oferecer seu espaço a grupos que queiram se juntar para discutir, analisar e educar sobre essas questões. O Matilha em Movimento tem início em 5 de junho e segue até o final do mês.

Assim, a Matilha Cultural reúne, neste mês, distintas iniciativas, oferecendo uma programação diversa, aberta e acessível para todos que queiram se aproximar ou aprofundar em assuntos ligados à sustentabilidade. Destaque para o projeto “Cidade para Pessoas” encabeçado pela jornalista  paulistana  Natália  Garcia, que ocupará a galeria da Matilha Cultural com imagens (fotos e vídeos), ilustrações e dados sobre iniciativas adotadas por diversas cidades europeias que melhoraram a qualidade de vida de seus habitantes.

O projeto “Mude o Mundo” também se instala na Matilha Cultural com a palestra "Etica Animal e Questões Ambientais: diálogos e conflitos", com Dennis Zagha. O projeto reúne 108 intervenções artísticas na cidade de São Paulo de junho a setembro em diversos lugares públicos da metrópole.

Uma intensa programação também movimenta o Cine Matilha com filmes e debates ligados ao tema. Abrindo a programação, a Mostra SEM (Sociedade em Movimento traz três dias de filmes e conversas envolvendo as temáticas da água, comida e clima. A Mostra Senha Verde, em parceria com o Instituto Goethe e TV Brasil, traz uma série de curtas sobre o meio ambiente feitos por crianças para crianças. Já o ciclo “Copy, right?”, promove a difusão e discussão de filmes relacionados à cultura e mídia livres.

“Diante da profusão de causas, demandas e protestos, onde muito se grita e pouco se escuta a Matilha Cultural está se propondo ser um ‘espaço vazio’, um ambiente de reflexão, neutro, sem discriminações ou limitação de ‘agenda política’ para pessoas que querem se movimentar, se apropriar do que está sendo discutido na RIO+20 e trocar reflexões e provocações sobre sustentabilidade e ativismo”, indica Demétrio Portugal, diretor de programação da Matilha. Para isso, a Matilha oferece seu espaço livre – a arena – para que organizações, movimentos e grupos independentes ocupem o espaço, trazendo seu conteúdo para ser compartilhado. Equipamentos de áudio, vídeo, salas de reunião, salão de encontros e os canais de mídias sociais estarão a serviço daqueles que quiserem se unir ou difundir uma ideia relacionada ao desenvolvimento sustentável. Para isso, basta entrar em contato pelo e-mail  contato@matilhacultural.com.br e fazer a reserva.

A ideia é que a Matilha seja um hub para difusão horizontal de informações. “Muitas vezes, questões ambientais, políticas e sociais são discutidas muito formalmente e acabam ficando distantes de quem realmente deve se interessar pelo assunto, ou seja, todos nós. Queremos provocar a reflexão sobre nossas cidades. Ela é boa ‘para quem’?”, pontua Tica Minami, diretora de conteúdo da Matilha Cultural. “A RIO+20 é uma oportunidade de refletirmos sobre novas formas de organização social, econômica, política e tecnológica. Questões pertinentes à sociedade estão sendo abafadas por disputas políticas. As formas de organização a que estamos acostumados não servem mais. Está na hora de buscar novas formas de agir, mais efetivas e com maior incidência política, completa.

Confira abaixo a programação para o mês de junho:
05/06 (terça-feira) - Abertura da exposição “Cidade para pessoas” com show do trio Marginals.
Horário: 19h
"Sabemos tudo sobre o habitat ideal de qualquer espécie de mamífero do planeta, menos do homo sapiens". A frase é do planejador e pesquisador urbano dinamarquês ,Jan Gehl. Inspirada por ele, a jornalista Natália Garcia criou o projeto Cidades para Pessoas e partiu em uma viagem por sete destinos na Europa em busca de boas práticas e ideias que pudessem melhoras os centros urbanos brasileiros. A pesquisa foi reunida em uma exposição com fotos, textos, ilustrações, mapas e vídeos. Venha conhecer as ideias apuradas e debater sua viabilidade em cidades como São Paulo.

7 a 10/06 - Mostra Sociedade em Movimentos (filmes e palestras). Programação completa em http://socialmovimentos.com
Exibição de documentários franceses e brasileiros com as temáticas “Nossa Água”, “Nossa Comida” e “Nosso Clima”. A cada dia, o público será convidado a participar de um debate com diretores, pesquisadores (ou professores universitários), representantes de ONGs e jornalistas. A ideia é refletir sobre as questões que a humanidade deve solucionar para colocar em ação um verdadeiro desenvolvimento sustentável – equilíbrio entre o social, o ambiental e o econômico. Na abertura do evento, o encontro será sobre os desafios da Conferência das Nações Unidas e da Cúpula dos Povos, evento paralelo à Rio+20, organizado por movimentos sociais e ONGs do mundo inteiro.

12 a 24/06
- Projeto Senha Verde - Programação completa em www.matilhacultural.com.br
Direcionada para pessoas que utilizam a série de micro-programas Senha Verde como ferramenta:  professores, educadores, conscientização infantil, pais, etc. Eco-histórias para o público infantil: Apresentação de série de micro-programas sobre meio ambiente produzidos por cinco canais de televisão latino-americanos a convite do Goethe-Institut. As próprias crianças são as protagonistas. A intenção da série é buscar histórias e atitudes locais e regionais das crianças que, a partir dos seus jogos e de suas próprias experiências e reflexões, acham soluções e ideias para o meio-ambiente e para uma vida saudável. Essa série de televisão, chamada Senha Verde, será lançada aqui no Brasil durante a Virada Sustentável em São Paulo e durante o Green Nation Fest no Rio de Janeiro. O evento em SP é realizado pelo Goethe-Institut SP e pela Matilha Cultural (onde serão exibidos os filmes), em parceria com a TV Brasil e Singular – Arquitetura de Mídia.

13/06 (quarta-feira) - Palestra "Etica Animal e Questões Ambientais: diálogos e conflitos", com Dennis Zagha. Programação completa em www.mudeomundocomeceporvoce.org
Horário: 19h
A palestra apresentará alguns argumentos éticos ligados ao modo como interagimos com outros animais e traçará paralelos com o pensamento ambientalista, evidenciando proximidades e conflitos entre os dois campos de visão. Ele propõe ainda uma reflexão sobre nossos pressupostos éticos, práticas, hábitos e estilos de vida.
A palestra acontece em parceria com o projeto “Mude o Mundo” que promove um conjunto de ações que utiliza a arte e cultura como ferramenta para defender o meio ambiente, assuntos socioeducativos, ambientais, a inclusão social e a cidadania. Dennis Zagha Bluwol é mestre em Geografia e professor em escola municipal de São Paulo. Escreve para a ANDA (Agência de Notícias de Direitos Animais) e dirige a editora de zines “Ética & Picarética”.

15/06 (sexta-feira) - Fime e conversa “Mudando o Mundo” (presença do idealizador Ulrich Harlam)
Horário: 19h
Lançamento do documentário em português “Mudando o mundo”, com presença do seu idealizador Ulrich Harln (B.A. Paramadvati Swami). O filme faz uma reflexão sobre diversas problemáticas sociais e ambientais e apresenta alternativas para um modo de vida mais sustentável e consciente. Editado em 2010, apresenta informações sobre o contexto social e os mecanismos de poder que propiciaram o aumento dos problemas do planeta. Ulrich Harlan é criador de diversos projetos socioambientais, de caráter não religioso, ativos em diversas partes do mundo, em especial na América Latina, como a Revolução da Colher, Casa da Sabedoria

16 e 23/06 - Ciclo “Copy, right?” na Matilha. Programação completa em www.matilhacultural.com.br
Como o próprio nome sugere, o ciclo “Copy, right?” promove a exibição, difusão e discussão de filmes relacionados a cultura livre. Para isso, foram escolhidos produções que abordam a questão da propriedade intelectual, da cultura remix, do software e hardware livre. Para o debate posterior, pessoas que trabalham, discutem ou vivenciam intensamente este admirável mundo das tecnologias digitais e suas implicações sociais e políticas na vida cotidiana irão discorrer sobre suas experiências. O ciclo inicia-se dia 12 de junho, no Centro Cultural de Espanha.

26/06 (terça-feira) - Oficina Wiki Cidade Sustentável
Horário: das 14h às 19h
Dinâmica proposta pela rede aberta “Wiki - Cidades Sustentáveis”, que tem como interesse comum a sustentabilidade e a colaboração. A oficina focará na capacitação para uso da ferramenta Wiki com o objetivo de catalisar colaborações.

Todos os domingos – Adoção cães e gatos.
Em breve, novidades na programação. Acompanhe pelo site www.matilhacultural.com.br
ou pelas redes sociais.

Matilha Cultural
Rua Rego Freitas, 542 – São Paulo
Tel.: (11) 3256-2636
Horários de funcionamento: De terça-feira a domingo, exceto sábado, das 12h às 22h
Sábado 14h às 20h
Entrada livre e gratuita
www.matilhacultural.com.br

Informações para a imprensa:

Cíntia Naomi +55 11 3871-0022 ramal 232
cintia@agencialema.com.br

« Voltar

BuscaBusca

Conheça nossos parceirosParceiros

BuscaTags