Informativo

Poluição Atmosférica, Saúde e Meio Ambiente, Executivo

China vai monitorar com mais rigor poluição do ar nas cidades Envie para um amigoImprimir

A China adotará padrões mais rígidos para a poluição do ar a partir do próximo ano para incluir o monitoramento de pequenas partículas de poluição em Pequim e em outras cidades grandes, mas o governo pode começar a divulgar os resultados ao público somente a partir de 2016, informou a mídia estatal nesta quinta-feira.

Grandes áreas urbanas da China, desde a capital, no norte, até Guangzhou, no extremo sul, ficam cobertas com uma nuvem de poluição durante alguns períodos do inverno, obrigando as pessoas a usar máscaras ou mesmo evitar sair às ruas.

A poluição do ar em Pequim, porém, foi declarada oficialmente como sendo "modesta", apesar de a embaixada dos Estados Unidos, que divulga suas próprias medidas segundo padrões norte-americanos, ter indicado que a qualidade do ar está tão ruim que ultrapassou o limite da escala.

Um dos motivos para as diferenças de leitura é que as cidades chinesas não medem e não divulgam dados sobre partículas menores emitidas por chaminés e exaustores. Medindo 2,5 mícrons de diâmetro ou menos, são conhecidos como PM 2,5.

O ministro do Meio Ambiente chinês, Zhou Shengxian, disse no jornal oficial do Partido Comunista que a China agora começará a adotar o padrão PM 2,5, inicialmente em grandes cidades e depois em todo o território nacional até 2015.

A partir de 1º de janeiro de 2016, todas as unidades governamentais da China terão de fornecer esses dados ao público, informou o veículo.

(Reuters / Folha Online, 22/12/2011)

« Voltar

BuscaBusca

Conheça nossos parceirosParceiros

BuscaTags